Reiki - O poder das mãos



A tristeza, a raiva, o desânimo, a tensão, o pessimismo, o isolamento, o medo, a desesperança, o álcool, as drogas, o fumo, o abuso de remédios e a má alimentação, todos estes fatores geram energias negativas e desestabilizam os chakras, que são os grandes pontos energéticos de nosso corpo espiritual, centro de força e de vida. Eles podem se desorganizar individualmente ou em bloco.

Quando isso acontece, precisamos de ajuda. É comum buscarmos o tratamento dos sintomas físicos e psíquicos, mas desprezamos a filosofia de vida, cuja mudança só é possível quando nos voltamos para a nossa espiritualidade, ou melhor dizendo, para a expressão de nossos 4 corpos inferiores: físico, mental, emocional e espiritual, através dos quais nós nos manifestamos no mundo terreno.

Quando esses 4 corpos não se interligam de forma harmônica, temos um desequilíbrio energético que nos leva a muitas situações desagradáveis. Assim, as terapias naturais são a chave para compreendermos nossos corpos inferiores e deles cuidarmos com muito amor e carinho.

Uma terapia que utilizo em mim e nas pessoas é o Reiki, um método terapêutico de imposição das mãos, descoberto pelo japonês Mikao Usui em 1921, durante um retiro no Monte Kurama, onde ele recebeu uma "súbita compreensão" de ordem elevada e desde então passou a disseminar a cura pelas mãos. Para se aplicar essa técnica, deve-se receber de um Mestre em Reiki a devida iniciação. Os níveis do Reiki são três: o Despertar, a Transformação, a Realização e Mestrado.

Reiki é um sistema energético e trabalha independentemente de crenças ou religiões. Sou habilitada no nível II de Reiki pelo Sistema Osho Reiki e aplico a técnica também utilizando pedras naturais. Reiki é toda energia que pudermos captar do universo e concentrar em nossas mãos para a cura espiritual. Essa energia é pura porque vem do amor de Deus pelos homens, cujo poder precisa ser despertado dentro de nós. Quando recebemos a iniciação para captarmos essa energia, através do despertar da consciência, tornamo-nos capazes de transformar a energia doente em energia saudável.